O primeiro Ortensi

Foi em meio à grave crise na região do Vêneto que em 1876 nasceu Ortensi Giovanni, na cidade de Rovigo, localizada a 78 km de Veneza, às margens do rio Ádige.

Os pais de Giovanni são desconhecidos. Muitas famílias que migraram para países transoceânicos e possuíam filhos recém nascidos os deixavam em orfanatos para que não corressem os riscos da longa e precária viagem de navio e da adaptação ao Novo Mundo. A saída de imigrantes era tão intensa que os orfanatos aceitavam as crianças sem formalidades; muitos possuíam espécies de portinholas com cestos giratórios, onde eram deixados os bebês. Este foi o caso do pequeno Giovanni, deixado num desses cestos em uma Congregação de Caridade da cidade de Rovigo, no dia em 1º de abril de 1876. Ali ele recebeu o seu nome, foi criado e educado até a adolescência.
Não há muita informação sobre o período de sua infância até o final da adolescência.

É provável que, ao atingirem uma idade em que pudessem trabalhar os jovens internos na Congregação de Caridade fossem treinados em ofícios que permitissem o seu próprio sustento. Giovanni, segundo ele mesmo relatara a seus filhos e netos, aprendeu o ofício de alfaiate e por volta do ano 1890 começou a exercê-lo na cidade de Rovigo. Quando atingiu dezesseis anos, Giovanni pôde excursionar por cidades e províncias vizinhas à procura de oportunidades de trabalho, embora continuasse residente em Rovigo. Estas excursões o levaram até a cidade de Padova, capital da província de mesmo nome e vizinha de Rovigo.